Livros Usados
Home ⇒ Detalhe do Livro
VIOLAÇÕES DA CONVENÇÃO DE GENEBRA DE 6 DE JULHO DE 1906 POR TROPAS E FRANCO-ATIRADORES FRANCEZES
USADO
Clique sobre a imagem para ampliá-la
LIVRO USADO

VIOLAÇÕES DA CONVENÇÃO DE GENEBRA DE 6 DE JULHO DE 1906 POR TROPAS E FRANCO-ATIRADORES FRANCEZES

N/C [VER OBS. ]

Livro em Português (Brasil)

Editora: N/C [VER OBS.]

Ano: S/D

  • Conservação Bom
  • Encadernação:Brochura
  • Páginas:16
  • Medidas:12 X 17
  • Peso:23g
  • ID: 57080
  • Data:14/04/2005
Conservação:
Bom. .
Etiqueta de Identificação na Contracapa.
Assuntos:
HISTÓRIA CONTEMPORÂNEA. SÉCULO XX. PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1. FOLHETIM EDITADO NO INÍCIO DA 1ª GRANDE GUERRA PELA LIGA 2. SOCIEDADES GERMÂNICAS DE PORTO ALEGRE "VERBAND DEUTSCHER 3. VEREINE". PROPAGANDA DE GUERRA. VIOLAÇÕES DA CONVENÇÃO 4. DE GENEBRA POR TROPAS E FRANCO-ATIRADORES FRANCESES 5. INFORMAÇÃO. COMUNICADOS. DEPOIMENTOS DE OFICIAIS ALEMÃES 6. VIOLÊNCIAS. TORTURA. MUTILAÇÕES. EXECUÇÃO SUMÁRIA
Observações:
FOLHETIM IMPRESSO EM PEQUENO CADERNO GRAMPEADO, PUBLICADO DURANTE A I GUERRA MUNDIAL. NÃO HÁ IDENTIFICAÇÃO DE AUTORIA, EDITOR OU IMPRESSOR. O TEOR É MUITO PARECIDO, E O ASPECTO GERAL DA IMPRESSÃO É IDÊNTICO AO DO "A GUERRA" , FOLHETIM SEMANAL EDITADO NO INÍCIO DA 1ª GRANDE GUERRA PELA LIGA DAS SOCIEDADES GERMÂNICAS DE PORTO ALEGRE: "VERBAND DEUTSCHER VEREINE". sobre o editor: "Verifica-se que, à exceção dos grandes centros urbanos, o número das sociedades é alto exatamente nos núcleos de colonização alemã. Documentos encontrados no consulado em Porto Alegre, evidenciam o interesse especial por essas sociedades e a verdadeira missão das mesmas. Da simples relação entre consulado e sociedade, surge o caráter de protetorado, com a distribuição de verbas e material. O resultado só poderia ter sido um : todas elas filiaram-se à "Verband Deutscher Vereine (VDV)". Esta organização concentrava as informações sobre o N. S. D. A. P.(National Sozialistische Deutsche Arbeiterpartei) espalhadas pelo mundo. Tinha o intuito de agrupar os milhares de alemães em um poderoso bloco, repelindo a influência da cultura de outros povos. " Ela interessa-se pelos institutos, colégios, e igrejas; põe à disposição das bibliotecas e dos sócios, peças teatrais, filmes, revistas alemãs e livros, grande parte gratuitamente; protege todos os sócios nos assuntos comerciais e particulares (Py, 1959, p.124)." Todo o alemão que não vivia na Alemanha tinha a convicção de que a VDV era uma organização que o auxiliava e por ele trabalhava. Havia claramente duas opções: ter o espírito voltado para a pátria que lhe mostrava o caminho a seguir e se engajar nas suas reivindicações, ou perder a ligação com ela, correspondendo-se assim com os povos estrangeiros. EM: ARGUMENTOS DO ÓDIO - O JORNALISMO ALEMÃO NO RIO GRANDE DO SUL NAS DÉCADAS DE 30 E 40. Rodrigo Severo Rodembusch, UFRGS, orientadora Sandra Batista de Deus, Porto Alegre, julho de 1999. cache de:http://www.ufrgs.br/necom/mono/monorodrigorodembusch/monorod.htm editora de: AMSTAD, Pe. Theodor. Hundert Jahre Deutschtum in Rio Grande do Sul 1824 - 1924. Porto Alegre: Verband Deutscher Vereine, 1924.
Loja da Osvaldo Aranha
Horário de Atendimento:
Segunda a sexta: das 9h às 18h30
Sábado: das 9h30 às 16h30
Não fechamos ao meio dia
Telefone Loja: (51) 3311-0044
Av. Osvaldo Aranha, 966 - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90035-191

ATENÇÃO!
Nossa loja mantém menos de 10% do acervo total da Traça.
Aceitamos para vendas online:
Central de Atendimento
(51) 3232-8404
CNPJ: 94.529.542/0001-08